sábado, 3 de dezembro de 2016

Prova dos vinhos de Álvaro Castro na "garagem" da Ivone

Última prova deste ano na Garagem das meninas e a fechar com chave de ouro. Quinta da Pellada com Alvaro Castro himself a conduzir a prova de forma descontraída e "aérea", "oceânica" e "sei lá,....é o que a terra dá"! é desta forma despreocupada sincera e genuína que este "sinhor" do Dão caracteriza os seus vinhos e que agora anda a tentar re-comprar os antigos por todos os cantos do burgo: " e pago bem"! 

Grande prova, do largo portfólio passaram dois brancos Quinta de Saes 15 e Primus 14 este de ir ao céu!!! Exuberante! Divino! Nos tintos Pape e Pellada e uma volta de Carrossel pelo meio levaram-nos até ao trio-descontruido do terroir da Pellada, CASA, Lote 49 e ALTO, experiências duma paixão. E foi assim com os copos ao alto e garrafas na mão que acabamos mais uma noite em celebração pelo vinho e pela vida. Obrigado Ivone Ribeiro e Sandra Francisca da Costa you girls rock!

Francisco Monteiro

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Festival do Moscatel de Palmela

Amanhã e depois, dias 3 e 4 de Dezembro, a Câmara Municipal de Palmela e a Rota de Vinhos da Península de Setúbal promovem mais uma edição do Festival do Moscatel. O Cine-teatro S.João, na vila de Palmela, é palco do certame, que reunirá os principais produtores de Moscatel de Setúbal.

Além da mostra, prova e venda de Moscatel de Setúbal, Moscatel Roxo e de brancos ou espumantes elaborados a partir da casta Moscatel de Setúbal, o certame integra um programa de animação, recheado de provas orientadas por enólogos, show cookings, conferências, animação musical, demonstração e prova de cocktails com base de Moscatel. A doçaria regional, as compotas e os licores também marcam presença, sendo de sublinhar uma prova de Moscatel de Setúbal e Moscatel Roxo, acompanhados pelos novos Bombons de Moscatel de Setúbal, numa parceria entre a Quinta do Piloto e a Confeitaria S. Julião.

Horário:
Dia 3 dezembro, sábado | 15h00 às 00h00
Dia 4 de dezembro, domingo | 15h00 às 20h00
Entrada livre. Poderá adquirir o copo e uma prova de Moscatel de Setúbal por 1,50€


Sérgio Lopes

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Contra-Rotulo no "às cegas" do programa IMPERDIVEIS do Porto Canal

Estará no ar, hoje pelas 23h30min no Porto Canal, a repetição do episódio dos IMPERDIVEIS, do passado dia 28 de Novembro. Esta nova série, mais dinâmica e virada para todos os consumidores, contém a rubrica "às cegas" onde fui desafiado a participar com o comediante Hugo Sousa, numa prova cega de 5 vinhos brancos, abaixo de 5€, de 5 regiões diferentes de Portugal. A prova decorreu, como habitual, na Garrafeira Tio Pepe em ambiente descontraído e informal. Creio que o resultado foi bem divertido! Não perca, por isso, mais logo o episódio completo do programa IMPERDIVEIS!

 Para os mais curiosos, aqui fica o video da rubrica "às cegas" onde participei com Hugo Sousa:

                     

Sérgio Lopes

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Em Prova: José de Sousa Tinto 2014



16/20.  José de Sousa é a marca produzida no Alentejo, mais propriamente em Reguengos de Monsaraz. Produzido à base de Grand Noir (45%), Trincadeira (35%), e Aragonês (20%), pequena parte fermentou em ânforas de barro e o restante em cubas de inox a uma temperatura de 28ºC. 30% do lote envelheceu em carvalho novo americano e francês.

De cor granada, o aroma é bastante complexo. Foge um pouco ao Alentejo tradicional, desde logo pela frescura apresentada. Notas de fruta fresca, tosta da madeira, especiaria, tabaco, num registo muito elegante e sumarento. Na boca, bela estrutura e final persistente e muito saboroso.

Mais um vinho muito bem feito por Domingos Soares Franco, com o acrescento do factor de diferenciação. Gostei. PVP: 7,49€. Disponibilidade: Grandes Superficies.


A prestigiada revista norte-americana Wine Enthusiast publicou, na edição de Dezembro, o TOP 100 dos melhores vinhos de 2016, distinguindo o José de Sousa 2014 como o 5º melhor vinho do ano, classificado com 93 pontos e considerando-o “Editor’s Choice". 

Sérgio Lopes

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Adegga Wine Market Lisboa de volta dia 1 de Dezembro

Adegga WineMarket, um dos melhores eventos de vinho a nível nacional, regressa a Lisboa no próximo dia 1 de Dezembro, desta vez no Lisbon Marriott HotelO Adegga WineMarket é um conceito inovador, criado pelo Adegga, com o objectivo de aproximar consumidores e produtores. O visitante tem a possibilidade de descobrir, num ambiente descontraído, 500 vinhos, entre os 5€ e os 50€, de 60 produtores seleccionados pela equipa do Adegga.

Em 2009, o Adegga criou o conceito do Adegga WineMarket que, em 20 edições, elevou a qualidade dos eventos de vinho integrando Prova & Compra, Loja Online do Evento, Sala Premium e a tecnologia SmartWineGlass.  Em 2013 o Adegga internacionalizou o conceito e levou os produtores Portugueses a Bruxelas, Berlim e Estocolmo.

Informações gerais:
Data: 1 de Dezembro de 2016
Local: Lisbon Marriott Hotel
Horário: 14h às 21h
Bilhete Normal: 15€
Bilhete Loja: 40€ (inclui entrada e vale de compras de 40€ em vinho)
Bilhete Loja Duplo: 60€ (inclui entrada para duas pessoas e vale de compras de 60€ em vinho)
Bilhete Sala Premium: 50€

Sérgio Lopes (in Press Release)

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Em Prova: Campolargo Tinto 2011 Pinot Noir

Não seremos um Domaine de Romanée-Conti ou um Domaine Leroy, mas temos quem crie Pinot Noir de elevadíssima qualidade na Bairrada. Olhemos com atenção para este CAMPOLARGO TINTO 2011 100% Pinot Noir desse mágico ano de 2011. 

Observemos como se nos apresenta com uma cor suave e um aroma inicialmente envergonhado, quase como aquele bom aluno que se embaraça por ser o melhor da turma. E este Pinot Noir quer, sem dúvida, ser o melhor da turma. Volvidos 5 minutos após o termos deixado respirar, ganha confiança e começa a debitar todo o conhecimento que carrega consigo, mostrando vivacidade e uma frescura muito ousada para quem apresenta 14,5% de teor alcóolico.

No entanto, não renega a sua nobreza e origem. Na boca quis ser austero, de taninos vincados, conferindo um final de boca seco e muito firme. Com nítidas semelhanças com aquela outra casta que servirá de mote para mais tarde contar uma história de epopeias e romantismo desde a época da Reconquista.

Miguel Ferreira (A Lei do Vinho)

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Gaivosa Tinto 2011 distinguido com 95 pontos por Robert Parker

O vinho mais emblemático da Quinta da Gaivosa, um projeto familiar liderado por Domingos Alves de Sousa, acaba de somar mais uma distinção internacional. Desta vez foi Robert Parker, crítico do influente portal eRobert Parker/Wine Advocate, a destacar o Quinta da Gaivosa Tinto 2011, um vinho que reflete um dos melhores anos de sempre para a região do Douro.

Para o crítico, este vinho tem o potencial de se tornar um “Gaivosa brilhante”. Por um lado, pela “harmonia elegante, complexidade e final persistente” e, por outro, pelo equilíbrio demonstrado, prometendo tornar-se “progressivamente mais impressionante durante a próxima década”. 

Para quem não resistir a abrir já uma garrafa, Robert Parker recomenda que se dê algum espaço ao vinho para que possa respirar, de forma a poder “apreciar a sua graça e equilíbrio. Através do contacto com o ar, os aromas da madeira desvanecem-se dando lugar à expressiva fruta. No dia seguinte, o mesmo vinho apareceu como um dos mais refinados do Douro que provei nos últimos tempos.” Seja em que momento for, uma coisa é certa para o crítico: “vai querer sempre terminar a garrafa. Este vinho é a personificação da elegância”.

Desde a primeira colheira, em 1994, o Quinta da Gaivosa Tinto tem reforçado o seu perfil simultaneamente robusto e elegante, afirmando-se como um dos grandes do Douro. Produzido apenas em anos de excecional qualidade, é composto por cerca de 20 castas autóctones do Douro provenientes de vinhas velhas (com mais de 80 anos). Um clássico entre clássicos, ideal para partilhar na quadra festiva que se aproxima.

Sérgio Lopes (in Press Release)